Amarração dos Heróis

_Herois2

Este é um dos momentos mais delicados do jogo, pois ele dirá como o jogador irá se divertir e se envolver com a crônica. O narrador deve se esforçar para que cada jogador construa o seu herói o mais próximo possível do que ele gostaria, mas sem desrespeitar os limites das regras e da história.

Criação dos Heróis

Motivações: Cada crônica inspira uma mesma motivação comum entre os heróis, representada na Aliança presente na Ficha de Crônica. No entanto, os jogadores devem conversar sobre as motivações pessoais de seus protagonistas, que podem mudar de uma crônica para outra ou mesmo de uma sessão para outra. Quanto mais escutar os jogadores, mais material terá para criar novas aventuras para os seus personagens.

Amarrando Personagens: Na construção dos heróis, o narrador deve ligar os personagens com os seguintes elementos da Ficha de Crônica: Trama Inicial, Aliança, Ameaças, Instituições, Raça/Povo, Protagonistas, Coadjuvantes, Antagonistas, Organizações e Passado. Todos estes elementos devem se cruzar por diferentes tramas, muitas de novas formas ao longo da crônica.

Seguem algumas orientações para a criação dos personagens dos jogadores:
♦ Jogadores devem conversar bastante com o narrador sobre a crônica e os protagonistas.
♦ Evite construir heróis parecidos demais, mesmo se forem gêmeos de uma mesma ocupação.
♦ Construa cada herói a partir da Ficha de Crônica e de forma cooperativa com os outros jogadores.
♦ Todo personagem precisa ter seus pontos investidos tomando como referência Ocupação e Histórico.
♦ Os protagonistas não precisam ser amigos, basta que tenham interesses e prioridades em comum.
♦ Alguns personagens dos jogadores podem ser amarrados nos Históricos uns dos outros.
♦ Os personagens não foram feitos para serem equilibrados, especialmente pela Idade e pela Reputação.
♦ Personagens com menor Status escolhem Virtudes Únicas antes daqueles com valor maior.
♦ Heróis com maior Status devem pertencer aos jogadores com o maior comprometimento com o jogo.
♦ A Aliança na Ficha de Crônica precisa ser respeitada para garantir que o jogo seja cooperativo.
♦ O narrador precisa compensar os protagonistas mais fracos com alguma vantagem relevante na narrativa.
♦ Atritos entre heróis são bem vindos, mas será prejudicial transformá-los em inimigos cedo demais.
♦ Os jogadores devem distribuir a atenção aos desafios secundários entre os heróis sem esquecer nenhum.
♦ O narrador precisa revisar a ficha recém construída de cada jogador para pedir eventuais acertos.
♦ Toda solicitação de revisão na Ficha de Personagem deve ser explicada pelo narrador.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *