Experiência

_Experiência

Em Crônicas, Experiência não é uma informação para ser anotada na Ficha da Personagem, mas registrada pelo Narrador e de fácil acesso a todos.

Assim como a contagem de dano na Resolução de Combate, o controle da pontuação de Experiência (XP) deve reunir diversos personagens, preferencialmente todos os protagonistas, pois o controle destes investimentos deve ser uma atividade em conjunto. Segredos podem existir, mas os jogadores aprendem com mais rapidez sobre o sistema quando se ajudam sobre onde investir seus pontos.

Abaixo apresentamos na íntegra o sistema de ganho e investimento de XP em Crônicas. Reparem que a pontuação para criação é a mesma para o desenvolvimento dos personagens, assim como o critério para a definição destes pontos é simples e rápida.

Experiência

Todo personagem possui uma quantidade de experiência (XP) que aponta o quanto ele aprendeu na vida. No entanto, nem todo o XP anotado na ficha significa que seus pontos foram investidos para melhorar atributos e especializações, o que pode ser feito na criação do personagem, mas também a qualquer momento durante ou entre as sessões de jogo.

Exemplo: Depovnaer é um velho feiticeiro que no início da crônica possui 460 XP (430 investidos em seus atributos e especializações e 30 guardados para investir em algo que precise).

Ganhando XP

Após o final de cada sessão, ou quando houver algum salto de meses ou anos na narrativa, é preciso dizer aos jogadores quantos pontos de XP cada herói acumulou nesse período. Independente das escolhas tomadas e de quem foi mais ou menos responsável pelo êxito nas aventuras, todo herói ganha a mesma quantidade de XP que os companheiros, a não ser que o narrador faça questão de dar um pouco mais ou um pouco menos a determinado(s) herói(s), sempre entre -3 e +3 XP em relação ao resto do grupo.

A quantidade de XP recebida por sessão de jogo ou pela passagem de tempo está associada ao maior desafio enfrentado na crônica neste período, independente do fato dele ter sido superado ou não. Todos os pontos que ainda não foram investidos na Ficha de Personagem podem ser transformados em pontos de Atributos e/ou Especialização, mesmo durante a sessão de jogo, desde que o narrador aprove e autorize.

Marasmo (0 XP): Nenhum perigo à vista.

Rotineiro (1 XP): Certo cuidado precisou ser tomado para evitar problemas, mas nada significativo.

Agitado (2 XP): Foi preciso suar um pouco, mas nada que tenha sido perigoso demais.

Intenso (3 XP): Um confronto sério teve de ser enfrentado, que sem um certo cuidado
levaria à ruína.

Empolgante (4 XP): Desafio que precisou contar com um grande esforço e alguma sorte para ser vencido.

Surpreendente (5 XP): Superação impressionante na qual dificilmente teria êxito numa segunda chance.

Investimentos em XP

Cada personagem possui uma quantidade inicial de XP de acordo com a Idade, modificado e limitado de acordo com o nível de poder da Crônica.

XP Inicial: Criança 50, Adolescente 150, Jovem 250, Adulto 300, Meia Idade 350, Velho 400 e Venerável 450. A este valor é preciso somar o Bônus de Crônica.

Bônus de Crônica: Dramática +30XP, Heroica +60XP ou Épica +90 XP (Não aplicado aos figurantes).

Os custos abaixo funcionam tanto na criação como no desenvolvimento de personagens.

Atributos: O valor inicial de todo Atributo é 2, e cada +1 num Atributo custa 30 XP.

Especializações: O valor inicial de toda Especialização é zero, e cada +1 custa 10 XP, mas jamais pode ultrapassar +2 (20 XP) por Especialização.

Exemplo: Aldric Agnarson é um jovem caçador de uma crônica heroica com 310 XP (250+60). Ele compra +9 em Atributos por 270 XP (base Medíocre/2), +4 em Especializações por 40 XP e fica assim: Agilidade 4, Força 3 (+1 Escalar), Manejo 3, Percepção 4, Pontaria 3 (+2 Arco) e Sobrevivência 4 (+1 Rastrear).

Limite de Dados: O limite de investimento de XP nas combinações Atributo + Especialização varia com o nível de poder da crônica.

Dramática: Só uma combinação Atributo + Especialização pode ser 5, todas as outras não podem ser maiores que 4 (podendo virar 5 após a primeira crônica).
Heroica: Toda combinação Atributo + Especialização não pode ser maior que 5.
Épica: Só uma combinação Atributo + Especialização pode ser 6, todas as outras não podem ser maiores que 5 (podendo virar 6 após a primeira crônica). Nas crônicas longas (como nos formatos livro e saga) o narrador pode aumentar este limite em +1, tanto para mostrar a evolução do personagem quanto para prestigiar o herói ao superar um desafio decisivo.

Exemplo: Dorin Barbalonga é um guerreiro anão em uma crônica dramática e desde a primeira sessão possui Uma Mão (Manejo) 5. Perto do final da saga ele escala um gigante para vencê-lo numa escaramuça impressionante. Como recompensa por este ato, o narrador permite que ele compre mais um ponto nessa combinação Atributo + Especialização, passando a ter Uma Mão (Manejo) 6.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *