Depois que o Mal Venceu

_Feiticeira

O que acontece quando as trevas engolem o universo e não há mais esperança? Imagine as diferentes formas de explorar essa devastação em jogo.

Não existe cenário mais opressor que aquele conquistado pelas forças das sombras, quando não existem mais povos livres, apenas nações dominadas pelo medo e a expectativa ansiosa ou melancólica pelo final próximo. Já não existe mais esperança que se volte a ser como um dia foi, apenas a ilusão de que há em algum lugar um refúgio da perdição sem fim que se tornou o mundo conhecido.

O primeiro cenário medieval de RPG que flertou com um mundo dominado pela força das sombras foi o aclamado cenário de campanha Ravenloft, atualmente renascido na aventura Curse of Strahd para o D&D 5a edição. Depois surgiram outros mundos corrompidos, valendo mencionar o Midnight, que se passa numa Terra Média em que Sauron foi vitorioso, o velho mundo de Warhammer Fantasy Roleplay, predestinado a ruir sobre si próprio após tantas guerras, e que influenciou na criaçã do novo Shadow of the Demon Lord, que se passa num continente preso às trevas da chegada iminente de uma entidade demoníaca que o transformará num novo inferno. Assim como nos games podemos lembrar do Diablo, aqui no Brasil temos o nosso representante no mundo derrotado de Belregard, escrito por Jefferson Neves e Rafael Araujo. (Se tiver alguma correção ou sugestão adicional, manda pra gente!)

Esse espírito de perdição explorado por muitos cenários também pode ser experimentados em outros universos, por isso vale a pena ao narrador refletir sobre esse formato, imaginando variações na história conhecida deste ou daquele mundo e criando realidades alternativas que podem se tornar bem interessantes.

Ambientações opressoras criam oportunidades perfeitas para serem exploradas em jogos de ação e aventura, por exemplo:
♦ A sensação de derrota instalada ou iminente pode levar mais facilmente ao desespero e o surgimento de diversas tramas novas.
♦ Quando a esperança está perdida com a queda dos velhos heróis, os corrompidos alcançam o poder a qualquer preço.
♦ A corrupção se espalha com rapidez quando os íntegros estão ausentes, acelerando o processo de decadência e ruína.
♦ Heróis antigos e até então insuperáveis são substituídos por novos protagonistas, criando mais espaço para os jogadores.
♦ Não faltam vítimas a serem salvas e inimigos a serem enfrentados, onde quer que se esteja, para onde quer que se vá.
♦ Antagonistas elaborados podem ser encontrados com extrema facilidade e substituídos sem preocupações maiores para o narrador.
♦ Refúgios majestosos e permeados por séculos de história podem ser atacados e destruídos, levando a sensação de desespero.
♦ Mudanças inesperadas levam a reações impensadas, ao arrependimento e a culpa, o que aumenta a dramaticidade do jogo.
♦ O mal entranhado pelo mundo com rapidez assustadora em algum momento contamina os heróis, transformando-os profundamente.
♦ Os mais sensíveis conseguem prever como em breve tudo irá se deteriorar e terminam enlouquecendo de diferentes formas.
♦ Personagens corrompidos numa mesma hierarquia tendem a trair uns aos outros e podem se tornar aliados temporários dos heróis.
♦ A expansão das forças das sombras levam a uma sensação de urgência que irá prejudicar os heróis se não agirem rapidamente.
♦ Histórias em que forças de resistência são obrigadas a recuar e perder territórios criam infinitas possibilidades de aventuras.
♦ Lideranças que são substituídas a cada derrota das forças do bem permitem que os heróis sejam promovidos mais rápido.
♦ A não ser no desfecho da crônica, é preciso haver uma última esperança que motive os heróis a lutar e fugir.

Você já sabe como montar uma crônica? Seguindo simples Nove Passos e utilizando a Ficha de Crônica que disponibilizamos já é possível escrever um arco de aventuras. Se quiser conhecer mais o sistema sugerirmos baixar o Guia Introdutório e o Guias e Fichas. Só com estes links já é possível jogar, mas se quiser conhecer mais você pode comprar o livro do Crônicas no site da New Order. Caso tenha qualquer dúvida, pode nos mandar por aqui que nós respondemos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *