Espólios da Vitória

_Sucesso

Revelamos a nova crônica que publicaremos apenas aos apoiadores na segunda metade de 2014 e convidamos o público a sugerir novas ideias de aventuras.

Com a nossa meta mínima atingida em 15 dias no Catarse, começamos um novo desafio para arregimentar novos apoiadores durante os outros 45 que ainda temos pela frente. Como prometido, anunciamos abaixo a nossa próxima crônica, que publicaremos no segundo semestre de 2014, mas especialmente convidamos o publico a sugerir ideias para as próximas metas extendidas.

A partir dos R$ 21.000,00 investidos, a cada novos R$ 3.000,00 nos comprometemos a lançar uma crônica nova, que vamos escolher junto com o público. A cada nova meta extendida alcançada, vamos votar pelas melhores ideias, que vamos começar a aceitar em breve pelo nosso grupo e pela fanpage do Facebook.

Tanto a cronica abaixo como as que vamos publicar em nossas metas estendidas estarão disponíveis apenas aos apoiadores do Crônicas no Catarse. Ainda dá tempo de participar e garantir estes PDFs em casa, participe. Quanto mais pessoas se juntarem, mais crônicas vamos garantir que sejam publicadas junto com o público.

A Canção de Avalon: Série heróica ambientada na Velha Britânia
As crianças se amontoavam em volta da fogueira onde Taliesin contava suas histórias. Ao redor, vários dos homens e mulheres da tribo se preparavam para o grande rito de fertilidade de Imbolc. Enchiam-se de hidromel – para dar sono aos pequenos e ânimo aos adultos – tudo ao som de flautas, tambores, cantos e risos. As mulheres serviam os homens e sussurravam nos ouvidos de seus escolhidos onde estariam quando fosse o momento de se esconder pela floresta sozinhas. Os jovens gritavam de empolgação.
Mas as crianças estavam alheias a essa espera ansiosa, quando todas as fogueiras seriam apagadas e elas levadas para dormir. Queriam ouvir mais histórias de Taliesin.
– Conte-nos sobre o jovem Artur e a espada na pedra!
– É verdade que Lancelot foi o maior dos cavaleiros?
– Badon! Cante mais sobre a batalha do monte Badon!
O bardo sorria com gosto em meio às súplicas daquelas vozes esganiçadas enquanto afinava as cordas de seu instrumento.
– Nada disso. Vou lhes contar a história de outros heróis, novos heróis, que um dia irão nos salvar do pior dos destinos…

Entre 2006 e 2008 juntei um grupo de amigos para fazer os testes que precisava para o Crônicas de Avalon, especialmente no que se tratava o sistema d20. Durante esse tempo anotei as primeiras 17 aventuras num caderno que guardo até hoje, e terei o maior prazer em converter numa crônica de aproximadamente 10 sessões, nos mesmos moldes de ‘O Estandarte do Corvo’, que vocês podem baixar de graça pela nossa página no Catarse.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *